quinta-feira, 23 de novembro de 2006

Chan-wook Park fala sobre novo filme

Retirado do site Cinema em Cena

I’m a Cyborg, But That’s OK é o primeiro filme do diretor sul-coreano Chan-wook Park a ser classificado para a faixa etária de 12 anos. Em recente entrevista ao jornal Joong Ang Daily, ele disse que encara isso como um presente para sua filha adolescente, ao lado de quem ele costuma assistir a filmes de cineastas consagrados como Sergio Leone (Era uma Vez na América), Jacques Demy (Os Guarda-Chuvas do Amor) e Yasujiro Ozu (Era uma vez em Tóquio).

Park disse que, assim como seus outros filmes, este é sobre redenção. Segundo ele, os personagens principais são pacientes em um hospital psiquiátrico onde os médicos devem determinar o significado da redenção. "A garota no filme acredita que ela não pode sentir compaixão, porque ela é uma ciborgue de combate. Então, ela quer que o garoto roube a compaixão dela," disse.

O cineasta também comentou alguns de seus novos projetos. Sobre Bat, seu próximo longa, ele explicou que queria fazer um clássico e que o filme vai misturar romance e violência. Sobre seu papel de produtor em Snow Train (novo título de La Transperceneige), disse que não tem grandes ambições de seguir nesta função, e espera que diretores talentosos como Bong Joon-Ho (de The Host) sejam logo lançados no mercado internacional.

2 comentários:

Bakemon disse...

Não que eu tenha dúvidas sobre o talento de Park Chan-Wook, mas esse filme vai ser um tipo de tira-teima. Mas é boms aber que ele voltará à violência em The Bat.

Museu do Cinema disse...

Eu já adorava Park, agora sabendo que ele é fã de Leone, melhorou ainda mais. Considero Leone um gênio.