terça-feira, 21 de agosto de 2007

Ichi, o Assassino


Baseado no mangá de Hideo Yamamoto, tudo começa com o sumiço de Anjo, um dos chefões da Yakuza. Junto com ele somem três milhões de yenes e surge a suspeita de ele ter roubado o dinheiro para fugir com uma prostituta. O mais fiel de seus capangas, o cruel e masoquista Kakihara, recusa-se a aceitar isso e acredita que ele tenha sido seqüestrado ou assassinado por rivais...


7 comentários:

Kamila disse...

Gostei da foto que ilustra o post, Marcus. E a história do filme parece ser interessante.

Museu do Cinema disse...

A cultura asiatica do mangá é bem rica. Como nossos cordéis e as pulp fiction norte-americanas.

Marcus Vinícius disse...

Kamila - esse loiro aí é um dos vilões mais interessantes que vi nos últimos tempos. Muito violento, mas é muito legal, hehe.

Cassiano - Com certeza. Ainda mais colocando uma obra dessas na mão do Miike, só podia sair coisa boa.

Abs

Bakemon disse...

Delicosamente sangrente e maravilhosamente violento. Uma parábola da mente insana de Takashi Miike. Graças a Deus que no Brasil saiu a versão sem cortes.

Otavio Almeida disse...

Vixi! É aquele filme que vc me falou...

Marcus Vinícius disse...

Bakemon - Mas se fossem cortar as partes mais fortes o filme seria um curta daí, hehehe.

Otávio - Esse mesmo. Tratando-se de violência, faz os filmes Tarantino parecerem animações da Barbie. =D

Abraços

Johnny Strangelove disse...

QUE FILME DO CARAIOOOOOOO
PUTA MERDA

Miike é fodão ...
muito foda ...
Eu tenho só cena bala desse filme ... e Kakihara é fodão ...

abraços