terça-feira, 5 de junho de 2007

Vamos com raça, vamos com força!

Agora é a prova de fogo. Mesmo com uma admirável vantagem, o jogo na Vila será uma guerra, uma luta. Desde o término do jogo no Olímpico, Luxemburgo vem botando pilha e falando asneiras, como não poderia ser diferente. Como treinador, é um dos melhores do Brasil, já quanto a sua ficha policial (tentativa de abuso sexual de uma manicure, denúncias relativas ao fisco, relação pouco ética com representantes de jogadores, empresários, e assim por diante...) Enfim, tirem suas conclusões.

A realidade é que jogo se joga dentro das quatro linhas, e nisso o Grêmio foi e será superior. Sim, tenho essa convicção, por mais que o retrospecto fora de casa nesse ano mostre o contrário. Esse sim é o verdadeiro time da virada, que nunca perdeu uma classificação com essa vantagem, que tem o verdadeiro espírito da Libertadores: raçudo, brigador, platino. Ora essa, Luxa e seu plantel reclamaram das faltas? Querem arrego vão jogar peteca! A história dessa competição mostra que as vezes é necessário mais que tática pra sair vitorioso, é preciso ter culhão pra tal.

O que falar das torcidas então... a do Santos já morreu há muito tempo, junto com a aposentadoria do Pelé. Torcida de verdade? Só olhar pra Geral, extasiante, retumbante, incansável, contagiante, e que não para de cantar em nenhum momento, que jamais vaia o time, que realmente faz a diferença no Olímpico, que empurra o time pra cima de qualquer adversário, seja ele o poderoso São Paulo ou o desconhecido porém bravo Defensor.

Pior que tudo isso é ler várias porcarias, a exemplo do colunista Odir Cunha, colunista do site do Milton Neves. Fez um texto não apenas ofendendo o Grêmio, como os gaúchos em geral, e após uma enxurrada raivosa e com razão de emails resolveu pedir desculpas. Todo mundo comentando, mídia em geral, tá todo mundo vendo que o time não chegou de graça numa semifinal dessa que talvez seja a competição mais dura que existe e daí vem um cidadão desses e somos obrigados a ler e ficar quieto? Mas bah, só pode estar brincadeira tchê.

Mas quarta-feira será dada a resposta a tudo isso, passaremos pelos Santos e vamos pela buscar o tão sonhado tri. Jamais duvidem de nossa imortalidade, não é a toa que carregamos essa alcunha! E dá-lhe Grêmio!



Precisava desabafar sobre certas infelicidades que li e ouvi a respeito do jogo. Como por enquanto tenho apenas esse blog (que continua sendo de cinema!), tive que desabafar aqui mesmo. Me desculpem por qualquer coisa, mas não arredo pé da minha opinião, hehe.

7 comentários:

Bakemon disse...

Fique tranquilo. Se marcar direitinho o Zé Roberto e o Kleber, tá feito!

Marcus Vinícius disse...

E aquele Trianon, duma rádio de Santos, falando que gaúcho é tudo lixo, tudo viado, que o time do Grêmio é tudo bandido, inventou que a Brigada Militar bateu na torcida... QUE RAIVA QUE ME DEU!!! Esse sim vai se ferrar no dia que pisar aqui. Até o governo do estado tá pensando em processá-lo.

Mas a resposta virá dentro das quatro linhas.

Otavio Almeida disse...

É hj! Não me decepcione, por favor!
Abs!

Vinícius P. disse...

Está chegando a hora! :-)
Final feliz? Veremos...

Museu do Cinema disse...

RUMO A FINAL DO SÉCULO MEU AMIGO!

SOMOS PRIVILEGIADOS EM TORCER PARA UM TIME DESSE!

EM 2005 ESTAVAMOS NO INFERNO, EM 2007 ESTAMOS BEM PERTINHO DO PARAÍSO! PARABÉNS GREMISTAS!

Vinícius P. disse...

Aeeeeeeeeeeeeeeee.
Foi derrota, mas com gosto de vitória, claro! Parabéns ao Grêmio (cara, que jogo nervoso, foi melhor que o da outra semana, apesar de tudo).

Abraço!

Marcus Vinícius disse...

MEU DEUS, QUASE MORRI! Foi foda, um baita jogo. Grêmio rumo ao Tri! Minha bandeira 3x2 m deve ficar pronta essa semana, hehehe.

Maratona esportiva no CN. Amanhã (hoje) post sobre Boca e Cúcuta também.

O OLIMPICO IRÁ PULSAR NOVAMENTE! VAMO GRÊMIO!